Publicado em 31 de outubro de 2012 às 17:55

Problemas estruturais persistem no Aeroporto do Galeão

O Aeroporto Internacional Tom Jobim está em obras desde 2008 e ainda tem setores interditados e problemas estruturais, como os problemas encontrados em esteiras e escadas rolantes (deixando-as fora de uso) e muitas filas nos guichês.

As obras buscam garantir o melhor funcionamento do aeroporto, visando a Copa do Mundo em 2014. De acordo com Abibe Ferreira Júnior, superintendente regional da Infraero, a situação estará diferente já durante o evento, com a melhora da infraestrutura e um plano de operações exclusivo para a Copa.

Representantes da Infraero foram até Heathrow, na Inglaterra, para averiguar o funcionamento do aeroporto, um dos maiores e mais importantes da Europa, e que recebeu um volume ainda maior de passageiros durante as Olimpíadas deste ano.

Uma das principais diferenças entre os aeroportos do Rio e o de Londres é que o primeiro funciona 24h por dia, enquanto o Aeroporto de Heathrow fica fechado durante as madrugadas.

Na opinião do superintendente da Infraero, eventos como o Rio+20 já servem de teste para a capacidade do aeroporto.
O término das obras nos Terminais 1 e 2 está previsto para dezembro do ano que vem, logo após a conclusão das obras nas pistas. Em 2014 devem ser concluídas as obras nos terminais de carga e a construção de estacionamentos para veículos.

Da Redação, com informações Globo